O Papel Sutil das Estações

A beleza de cada momento vivido está dividida em períodos, em fragmentos do tempo. Embora no aspecto absoluto o tempo se torne um conceito pouco “real”, no campo relativo da dualidade são os intervalos desse tempo que nos permite observar a transitoriedade.

As estações não existem como simples correspondências climáticas ou ainda como reações atmosféricas. Os períodos climáticos expandem um humor rico em inteligência cósmica e que nos impulsiona para o verdadeiro entendimento sobre a impermanência. Tais períodos possuem um profundo impacto sobre nosso Ser e sobre nossa inteligência e consciência.

De acordo com o Ayurveda, os distintos efeitos de estímulo, expansão e contração que acontecem com a natureza entre as estações do ano refletem em nosso íntimo de forma correspondente. Para cada bio-tipo existe uma relação direta sobre o que cada estação estaria disponível a ativar.

Mais do que simplesmente pensarmos em quais estações seriam mais agradáveis para Vata, Pitta ou Kapha, um estudo mais maduro deste sistema nos mostra como que cada bio-tipo irá ser estimulado sob os permanentes efeitos inclusive climáticos.

Assim, o inverno é tecnicamente abrasivo para o dosha Vata pela sua secura mas é indispensável para a conquista da internalização de nossas forças, o resgaste do foco e da sobriedade por exemplo. A umidade e o período das chuvas agrava o dosha Kapha mas é um nobre recurso da Natureza nos convidando à compaixão, a aceitação e à suavidade. O calor típico do verão tão facilmente ou didaticamente tido como um agressor para os de constituição Pitta é ao mesmo tempo um vibrante momento para exaltarmos a ousadia, a bravura e a nobreza diante dos propósitos do nosso Dharma.

Esse é o convite que a natureza realiza a cada instante já que não temos mais a distribuição equidistante entre as estações.

Assim, de forma subliminar estamos sob ondas naturais de harmonização com o pulsar cósmico. Uma constante chamada para a imersão no aqui, no presente. Trazer a atenção para cada momento, para cada aspecto das estações que as vezes se mostram num único dia, pode nos colocar numa relação íntima com a nossa macro dimensão da nossa própria natureza.

Comentários

Hey! Namaste ENTRE EM CONTATO
Enviar